COMUNICADO OFICIAL – Recomendações práticas para a atuação dos agentes da Pastoral da Saúde

COMUNICADO OFICIAL

Caros membros da Pastoral da Saúde de todo o Brasil,

Considerando a gravidade do quadro gerado pela pandemia do COVID-19 no Brasil e no mundo, e observando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde, Anvisa e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Pastoral da Saúde Nacional, condizente com seus objetivos, buscando ser um instrumento fiel e disponível no enfrentamento a este momento crítico, apresenta as recomendações práticas para a atuação de seus agentes.

É importante lembrarmos que tais ações emergenciais devem ser acolhidas com discernimento e responsabilidade, com total atenção às recomendações das autoridades competentes. Como povo de Deus comprometido com este serviço eclesial no qual estão inseridos muitos trabalhadores da saúde, nos cabe viver e testemunhar com coerência e ternura a samaritanidade e solidariedade evangélica, sendo reflexo do amor de Cristo por toda a humanidade, visando sempre o cuidado pela vida e o bem comum e protegendo, principalmente, os mais vulneráveis: enfermos, pobres e abandonados, preferenciais habitantes das periferias de nossa sociedade.

1.       Sejam suspensas as atividades de visita a hospitais, asilos, creches, domicílios etc.;

2.       Sejam suspensos todos os eventos de formação, congressos, encontros etc.;

3.       Sejam suspensas as atividades tais como: Dia da Saúde, Roda de Conversa, Ações Comunitárias, atendimentos, em âmbito pastoral, realizados por médicos, dentistas, enfermeiros etc.;

4.       A teor do cânon 998 do Código de Direito Canônico, seja garantida aos enfermos a devida atenção, assistência e conforto religioso por parte dos sacerdotes mediante a recepção do Sacramento da Unção dos Enfermos.;

5.       Que a Sagrada Comunhão seja dada só em uma espécie e preferencialmente na mão, excetuando-se os casos impossibilidade física.

Estas orientações permanecerão em vigor até o dia 31 de março de 2020, ou até que se disponha o contrário. Rezemos, em fraterna solidariedade, por todos os enfermos e por suas famílias. Roguemos a Deus, Pai de todas as consolações, e a Jesus Cristo, o Bom Pastor, pedindo a intercessão de Nossa Senhora da Saúde e de São Camilo de Lellis, para que atravessemos este difícil momento de provação unidos em espírito de constante oração, com sabedoria, esperança e renovada fé no amor misericordioso que nos move adiante.

+ Dom Roberto Francisco Ferrería Paz
Bispo da Diocese de Campos
Referencial da Pastoral da Saúde Nacional – CNBB

Pe. Mauricio Gris -Assessor Eclesiástico
Pastoral da Saúde Nacional – CNBB

Alex Gomes da Motta – Coordenador
Pastoral da Saúde Nacional – CNBB

Para baixar este documento, clique aqui: https://drive.google.com/open?id=1SUkDE83hidnm689Mkp6HRqE7Dz7shHs0

5 comments

  1. Em vista de acontecimento tão grave com referência à saúde, todos nós temos que agir com consciência e então cooperar da melhor forma possível. Eu participo da Pastoral da Saúde em Belo Horizonte Minas Gerais na Paróquia São Gaspar Bertoni.

  2. A Diaconia Hospitalar e dos Enfermos da Arquidiocese de Juiz de Fora, em profunda comunhão com todos os envolvidos na luta contra o Covid-19, se une também na esperança de superação, pela força do Ressuscitado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *