XL Congresso Brasileiro de Humanização e Pastoral da Saúde e Assembleia Nacional

Com o tema “Motivação e Espiritualidade para Seguir Evangelizando”, Instituto Camiliano de Pastoral da Saúde-ICAPS e a Pastoral da Saúde Nacional CNBB, realizaram no sábado(4), o XL Congresso Brasileiro de Humanização e Pastoral da Saúde, no formato virtual. O evento, que vem superando a cada ano as expectativas dos agentes nesse momento de pandemia Covid-19.

Com a participação de abertura do Provincial dos Camilianos o Pe. Antonio Mendes, e do Pe. João Batista Gomes de Lima Conselheiro Provincial e Reitor do Centro Universitário São Camilo; do Coordenador Nacional CNBB, Alex Motta; demais membros do ICAPS, Pe. Renato Prado e Pe. José Wilson Correia da Silva, o Congresso teve dois momentos importantes. No período da manhã, trouxe temáticas direcionadas nesse momento de pandemia que vivenciamos em 2020 e estamos vivendo em 2021, com a necessidade de mudanças de comportamentos e hábitos durante todo esse tempo. “Como foi o trabalho pastoral em tempo de pandemia e perspectivas pastorais neste novo começo” Bispo Referencial da Pastoral da Saúde, Dom Roberto Ferrería; na sequência “O cuidar além do curar: a influência da espiritualidade na qualidade de vida de pacientes em cuidados paliativos” – Enfermeira Andressa Yuri Arakaki Gelmetti e Enfermeira Marisa Cherobim Dias; finalizando com a “Relação entre nutrição e Covid” – Nutricionista Ana Paula Leal da Costa.

Na parte da tarde, “Evangelização, Motivação espiritual e Notícia em tempos do novo normal” Jornalista e missionário Rodrigo Luiz dos Santos; dando continuidade “Cardiologia como forma de qualidade de vida” – Dra Bruna Brandolini, finalizando com a Santa Missa, celebrada pelo Pe. José Wilson MI e atual diretor do ICAPS.

Para o coordenador Nacional Alex Motta, os temas atuais são importantes para o trabalho pastoral. Os temas trouxeram reflexões que certamente os participantes que acompanharam virtualmente de diversos regionais do país, entre membros do Clero, Religiosos, Religiosas, Coordenadores Regionais, Arquidiocesanos, Diocesanos, Paroquiais, profissionais de saúde de e agentes pastorais, terão um novo olhar fundamentado de um trabalho em equipe atribuído a Fé, é o primeiro e mais importante, a Comunhão, Planejamento, Envolvimento, Compromisso, Dedicação, Formação e Disponibilidade um complementa o outro, na dinâmica da pastoral da saúde.

No domingo(5), dando continuidade nas atividades, ocorreu virtualmente a Assembleia Nacional da Pastoral da Saúde, onde os Coordenadores Regionais CNBB, Arquidiocesanos, Diocesanos e Membros do Conselho Fiscal, puderam debater e deliberar sobre questões práticas pastorais, como: Prestação de Contas, Calendário de 2022, GT da Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe, Processo Eleitoral CNS, Mapeamento dos Conselheiros de Saúde, Cadastro Nacional dos Agentes em conformidade com a Lei 13.790/18 – LGPD e Estatuto.

Ao final da tarde, a assembleia foi encerrada com a bênção do Assessor Eclesiástico Nacional Pe. Maurício Gris, consagrando por mais um ano como o maior e mais representativo evento da Pastoral da Saúde Nacional, buscando atingir o objetivo de interagir, integrar, informar e colaborar com a formação de agentes e profissionais para atuarem nas mais diversas realidades do país.

One comment

  1. Boa tarde!
    Estou começando um trabalho na Pastoral da Saúde na Paróquia São José em Itu.
    Gostaria de saber se será gerado algum documente instrutivo para nós apoiar em nossas atividades de trabalho.
    Se sim, poderia enviar por e-mail?
    Gratidão!
    Débora Mansur

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *